Oscar 2020: os destaques da noite - Viva Pop

Oscar 2020: os destaques da noite

A noite de ontem estava sendo muito aguardada pelos amantes do cinema! Isso porque a produção de filmes no último ano foi intensa e super elogiada. E desde as indicações para as estatuetas do Oscar, o assunto já estava em alta. Por isso, a ViviPop fez um resumo dos principais vencedores da noite.

 

Parasita (Bong Joon Ho)

 

Vencedor do principal prêmio da noite, o filme sul-coreano é o primeiro não falado na língua inglesa a ganhar o título de Melhor Filme pela Academia do Oscar. A produção conta a história da família Kim, que vive de forma precária do porão dos Park. Um dos filhos de Kim conquista o emprego de professor particular da filha dos Park, e, aos poucos, consegue empregos para toda sua família.

 

Indicações – Filme, Diretor, Roteiro Original, Edição, Filme Internacional e Design de Produção.

 

1917 (Sam Mendes)

 

Desde o lançamento, o filme se destacou pela perfeição técnica que permitiu que o público se sentisse nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial. A montagem sem cortes do filme em que os soldados recebiam as missões em “tempo real” lembra às estéticas de vídeo games. As câmeras posicionadas nos ombros dos heróis, a respiração ofegante dos personagens e outros detalhes garantiram três estatuetas para sua produção.

 

Indicações – Filme, Diretor, Roteiro Original, Fotografia, Maquiagem e Cabelo, Edição de Som, Mixagem de Som, Trilha Original, Design de Produção, Efeitos Visuais.

 

Ford vs Ferrari (James Mangold)

 

Com dois personagens complexos, o filme inspirado em uma história real também se dedicou a explicar aos que não são fãs do automobilismo mais sobre a emoção de uma corrida disputada entre máquinas de desempenho surreal. E mesmo com Christian Bale e Matt Damon, dois atores já renomados, o filme se também se destacou por quesitos técnicos.

 

Indicações – Filme, Edição, Mixagem de Som e Edição de Som

 

Coringa (Todd Phillips)

 

O filme conta uma das versões do famoso vilão de Batman, Arthur Fleck, o Coringa. De forma sensível, a direção de Todd Phillips e a atuação de Joaquim Phoenix mostram um personagem que vive às margens da sociedade, com diversos problemas familiares e psiquiátricos e sem condição de pagar seu tratamento. O personagem sonha em ser comediante, mas, sem conseguir ser engraçado em meio à tantos problemas, sofre constantes humilhações públicas antes de se tornar um vilão.

 

Indicações – Filme, Ator Principal (Joaquim Phoenix), Diretor, Roteiro Adaptado, Fotografia, Maquiagem e Cabelo, Mixagem de Som, Figurino e Trilha Original

 

Era uma vez em Hollywood (Quentin Tarantino)

 

O retrato de um dos crimes mais conhecidos dos Estados Unidos feito pelo já premiado Quentin Tarantino é, também, considerado uma forma do diretor se “declarar” para o cinema. Isso porque ele reúne suas características principais ao decorrer de diferentes obras em uma única. Apesar de contar a história do assassinato de Sharon Tate, o filme mostra diferentes fases de Hollywood e a transformação do cinema por meio da atuação de Leonardo DiCaprio e Brad Pitt, um ator e seu dublê, respectivamente.

 

Indicações – Filme, Ator Principal (Leonardo DiCaprio), Diretor, Ator Coadjuvante (Brad Pitt), Roteiro Original, Fotografia, Mixagem de Som, Edição de Som, Figurino e Design de Produção.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest